segunda-feira, outubro 23, 2017

OS NACIONALISTAS CATALÃES NÃO DESARMAM - GARANTEM QUE NÃO VÃO OBEDECER A MADRID


As autoridades catalãs não seguirão as ordens de Madrid, só vão ouvir o Povo Catalão, afirmou Raul Romeva, conselheiro das Relações Exteriores da Catalunha. O membro da Generalitat assegurou que não se pode confiar na democracia da União Europeia já que esta permite às autoridades espanholas aplicarem a força sobre a região.
"Como a UE consegue viver com essa situação, se vier a acontecer"?— perguntou Romeva em entrevista à rádio BBC. "Como podemos ter confiança [na UE] se ela permite que isto aconteça? O que posso dizer é que as pessoas e as instituições da Catalunha não vão permitir que isso ocorra", assegurou ele, citado pela agência Reuters.
O conselheiro insistiu que todas as instituições, incluindo a polícia, devem seguir as instruções do governo catalão eleito democraticamente. O porta-voz assinalou que ninguém além do Povo Catalão tem o direito de modificar as instituições catalãs. 
Anteriormente, o governo central espanhol tomou a decisão de afastar as autoridades regionais catalãs do poder. 
Em 21 de Outubro, o presidente do governo espanhol, Mariano Rajoy, anunciou a sua intenção de pedir ao Senado para cessar as competências do presidente, do vice-presidente e dos conselheiros da Generalitat da Catalunha, e de convocar eleições na região no prazo de 6 meses. A presidente do Parlamento da Catalunha, Carme Forcadell, classificou a decisão de Rajoy de "golpe de Estado".
*
Fonte: https://br.sputniknews.com/europa/201710239653011-catalunha-madri-ordens-populacao/

* * *

Um louvor é devido aos nacionalistas catalães que permanecem firmes no seu caminho para a independência - todos os nacionalistas coerentes do resto do mundo estão com eles.

2 Comments:

Blogger João José Horta Nobre said...

«todos os nacionalistas coerentes do resto do mundo estão com eles.»

Quem não é coerente para começar, são os ditos "nacionalistas" catalães que todos sabemos serem simpatizantes da extrema-esquerda internacionalista e que têm apoiado a iminvasão afro-islâmica pela Catalunha adentro. Eu não os apoio precisamente porque eles não são nacionalistas nenhuns, mas sim, agentes ao serviço de uma agenda oculta sobre a qual eu já falei várias vezes no meu blog.

Se os idiotas que andam a bradar pela "independência" da Catalunha fossem realmente nacionalistas, não seriam de extrema-esquerda para começar e também jamais teriam apoiado a imigração em massa de fronteiras abertas, como eles continuam a apoiar e que resultou recentemente na tragédia que todos vimos ocorrer nas "ramblas" de Barcelona.

25 de outubro de 2017 às 00:48:00 WEST  
Blogger Caturo said...

«Quem não é coerente para começar, são os ditos "nacionalistas" catalães que todos sabemos serem simpatizantes da extrema-esquerda internacionalista»

Não é verdade. Há nacionalistas catalães que são verdadeiramente identitários. Não tem é grande visibilidade, mas os «nacionalistas» racialistas espanholistas também não, aliás, nas eleições não alcançam grande votação...


«e que têm apoiado a iminvasão afro-islâmica pela Catalunha adentro»

Até parece que a iminvasão afro-islâmica da Espanha acontece por culpa dos nacionalistas catalães... até parece que a iminvasão afro-islâmica não afecta precisamente os maiores países da Europa, todos eles constituindo Estados com várias Nações dentro, como a França, a Alemanha e o Reino Unido...


«Eu não os apoio precisamente porque eles não são nacionalistas nenhuns,»

Isso não tem sentido algum. Isso é confundir grupos com ideais. Um militante coerente luta por ideais - os grupos são apenas instrumentais. Não interessa se quem agora é mais conhecido pela luta independentista é esquerdista, benfiquista ou vegetariano. O que interessa é que o ideal em si é nacionalista - opôr-se a ele é ser anti-nacionalista.


«mas sim, agentes ao serviço de uma agenda oculta sobre a qual eu já falei»

Teorias de conspiração não contam para isto. Agendas «ocultas» a favor da iminvasão há muitas e seguramente que não actuam mais à vontade em Estados étnicos do que em Estados pluri-nacionais.


«se os idiotas que andam a bradar pela "independência" da Catalunha fossem realmente nacionalistas, não seriam de extrema-esquerda»

Se os idiotas «nacionalistas» que se escandalizam com o «extremo-esquerdismo» dos nacionalistas catalães tivessem feito um trabalho decente e não se tivessem posto ao lado do Franco e de outros fascistas para sufocar as Nações ibéricas, se calhar agora teriam alguma moral para falar. Como o não fizeram, não têm nenhuma.


25 de outubro de 2017 às 01:10:00 WEST  

Enviar um comentário

<< Home